Upcoming events at MIRA FORUM

JAZZ no MIRA _ Nuno Trocado Quarteto

JAZZ no MIRA _ Nuno Trocado Quarteto

Friday 21:30 (26 January)
MIRA FORUM, Porto

O Olhar Fotográfico * Workshop por Júlio de Matos
Workshop

O Olhar Fotográfico * Workshop por Júlio de Matos

Saturday 09:00 (27 January)
MIRA FORUM, Porto

Events around MIRA FORUM

Fátima - Especial 18º Aniversario

Fátima - Especial 18º Aniversario

Sunday 07:30 (25 February)
Roma Tours, Porto

Cabo Verde - Ilha Do Sal

Cabo Verde - Ilha Do Sal

Sunday 18:00 (01 July)
Roma Tours, Porto

9ª Ediçao da Bençao das Bicicletas na Se Catedral do Porto

9ª Ediçao da Bençao das Bicicletas na Se Catedral do Porto

Sunday 09:00 (04 February)
Associação de Cicloturismo do Norte, Porto

Descoberta de novas Aptidões Profissionais

Descoberta de novas Aptidões Profissionais

Saturday 10:00 (24 February)
RARO, Porto

Workshop Storytelling & Escrita Criativa
Workshop

Workshop Storytelling & Escrita Criativa

Saturday 09:00 (03 February)
Viagens da Helena, Porto

Santiago de Compostela - 23 de Maio

Santiago de Compostela - 23 de Maio

Wednesday 07:00 (23 May)
Ribeiro Travel, Porto

FESTA DAS ROSAS

FESTA DAS ROSAS

Sunday 09:00 (13 May)
Ribeiro Travel, Porto

Passeio a Santiago de Compostela

Passeio a Santiago de Compostela

Sunday 07:00 (18 March)
Ribeiro Travel, Porto


Carvão de Aço _ exposição de Adriano Miranda

Carvão de Aço _ exposição de Adriano Miranda


When?

Start time: Saturday 16:00 (13 January)
End time: Saturday 19:00 (13 January)

Where?

MIRA FORUM
Rua de Miraflor, 155, Campanhã, Porto

About

Em 1992, Adriano Miranda era estudante no curso de Fotografia na AR.CO em Lisboa. Entre muitos projectos académicos, Adriano entregou-se de alma e coração a recolher imagens nas Minas do Pejão em Castelo de Paiva. Projecto que se prolongou até 1994, o ano do encerramento do complexo mineiro.
Passados 25 anos e de uma forma surpreendente, os milhares de negativos a preto e branco voltaram a ver a luz do dia dando origem ao CARVÃO DE AÇO, um memorial aos homens e mulheres que trabalharam nas minas de carvão do Pejão.

No alto, as árvores, o rio, as casas, a praia, os monumentos, as mulheres. A vida de um lugar quase isolado. E por baixo das raízes, dos alicerces, da areia, da pedra, dos pés femininos mais finos, um batalhão de homens serpenteava à procura do ganha-pão.

Era um labirinto de corredores e tocas. Tudo negro. Escuro. Só ao fundo, pontos brancos bailavam ao som do martelo. Nos inclinados o carvão deslizava desmembrado pela tenacidade do homem e pela força bruta dos martelos picadores. Por vezes, o estrondo da dinamite abria caminho a mais uma frente de combate.

No dia da inauguração contamos com a presença um grupo de EX-MINEIROS - ADEP/ARCAF - que cantarão algumas músicas que reportam à sua atividade e vidas.

https://www.publico.pt/2017/04/30/sociedade/noticia/negro-como-a-mina-1770094