Events around Convento São Francisco

Sessão de autógrafos com Raul Minh'alma

Sessão de autógrafos com Raul Minh'alma

Sunday 18:30 (17 December)
Forum Coimbra, Coimbra

Coimbra: Workshop Inteligência Emocional
Workshop

Coimbra: Workshop Inteligência Emocional

Saturday 09:30 (20 January)
Hotel Dona Inês Coimbra, Coimbra

NATURALmente | Viver com Ayurveda

NATURALmente | Viver com Ayurveda

Saturday 15:00 (16 December)
Espaço Ritual, Coimbra

Chiba Natalícia 2017

Chiba Natalícia 2017

Saturday 20:00 (23 December)
Orpheu, Coimbra

Aldeia da Bruma, de José Mora Ramos - apresentação em Coimbra

Aldeia da Bruma, de José Mora Ramos - apresentação em Coimbra

Saturday 17:00 (16 December)
TCSB - Teatro da Cerca de São Bernardo, Coimbra

Ficar a ver estrelas | Taleguinho

Ficar a ver estrelas | Taleguinho

Saturday 11:00 (23 December)
TCSB - Teatro da Cerca de São Bernardo, Coimbra

Nazaré e Óbidos Vila Natal - Saídas desde Coimbra

Nazaré e Óbidos Vila Natal - Saídas desde Coimbra

Sunday 07:00 (17 December)
QuebraTour, Coimbra


Requiem Alemão J. Brahms / III Ciclo De Concertos De Coimbra

Requiem Alemão J. Brahms / III Ciclo De Concertos De Coimbra


When?

Start time: Friday 18:00 (08 December)
End time: Friday 19:30 (08 December)

Where?

Convento São Francisco
Avenida da Guarda Inglesa nº 1.A, Coimbra
Music

About

Requiem Alemão op.45, Johannes Brahms para Coro, Solistas e dois Pianos

ELENCO
Vera Silva / Soprano
Rodrigo Carvalho / Barítono
Catarina Trindade / Piano
Natália Ferreira / Piano
Coro Sinfónico Inês de Castro
Artur Pinho Maria / Direção Artística

O Requiem Alemão op.45, composto por Johannes Brahms entre 1865 e 1868, após a morte de sua mãe, é considerada a grande obra deste compositor. Nos seus 7 andamentos Brahms consegue exprimir com uma densidade emotiva única, a celebração da vida e a aceitação da morte.

Evento inserido no III Ciclo de Concertos de Coimbra

Reservas de ingressos através da bilheteira do Convento São Francisco ou BOL.
Mais Informações através do mail: corosinfonicoinesdecastro@gmail.com
DETALHES DA OBRA
O Requiem de Brahms op. 45, cujo texto é em alemão, foi provavelmente inspirado pela morte da mãe de Brahms, em 1865, data do início da composição, que apenas viria a terminar em 1868. Brahms era um cristão luterano mas a sua obra não é litúrgica stricto sensu, é antes uma reflexão, uma meditação, ou melhor, uma obra de consolação perante a morte, mais de acordo com a teologia luterana, para orquestra, coro, soprano e barítono solistas, durando cerca de setenta minutos. Os textos foram escolhidos pelo compositor e são recolhidos dos Evangelhos Canónicos e apócrifos.

Brahms nasceu em Hamburgo, em 1833, filho de um contrabaixista que cedo se apercebeu da musicalidade do rebento. Não só começou a estudar como, aos 10 anos, já tocava em bares e tabernas da cidade portuária de Hamburgo, em conjunto com o seu pai. Essa existência boémia continuaria, apesar dos estudos eruditos de Brahms, e apenas relativamente tarde começou a afirmar-se como compositor sério e viria mesmo a ser considerado um dos expoentes do Romantismo Alemão.
Apesar do reconhecimento, em 1853, por parte de Schumann, foi apenas com este Requiem Alemão que Brahms começou a sua fama internacional.
Apelidado de reacionário por ter contestado Wagner e Liszt, acabou por ver em Hanslick, o famoso esteta de Viena, professor e fundador dos estudos de Estética na Universidade desta cidade, crítico famoso e declarado inimigo de Wagner, o seu mais importante aliado. No entanto, Brahms não seria assim tão alheio à música de Wagner como se supõe. Arnold Schönberg viria a desmontar essa crença no seu ensaio sobre “Brahms o Progressista”.
Um facto insofismável é que a música de Brahms nunca serviu a narrativa e o drama operático, sendo geralmente puramente sinfónica ou poética, como nos seus excecionais lieder.